Destaques

citações comentadas

“Bebemos 90% das nossas doenças”

Louis Pasteur (1822-1895)
Bioquímico e Microbiologista francês, descobridor das vacinas contra o carbúnculo e a raiva

“Bebemos 90% das nossas doenças”

“Loius Pasterur” de 1885 por Albert Edelfelt (1854-1905) situado no Museu d´Órsay em Paris, França

Citação em destaque

Louis Pasteur foi, com as suas notáveis descobertas científicas, um dos grandes responsáveis pelo destronar da teoria denominada de “geração espontânea” que impregnou o conhecimento civilizacional durante séculos e que era uma tentativa de explicar a origem enigmática de certas enfermidades.

Nessa altura, tal como hoje ainda em muitos países do nosso planeta, muitas doenças eram (e continuam a ser!) veiculadas pelos alimentos, sendo o mais importante deles, precisamente, a água. Na realidade quotidiana do nosso país (e de alguns outros também), nem sequer valorizamos grandemente o quanto é verdadeiramente extraordinário podermos abrir uma simples torneira, e desta brotar o mais precioso líquido que a natureza generosamente nos colocou à disposição desde os tempos mais primitivos e que permite a preservação de todas as formas de vida sobre a Terra. Utilizamo-la diária e instintivamente, para fazermos a nossa higiene corporal, da nossa habitação ou da roupa que vestimos, mas também para confecionarmos a comida com que nos alimentamos, para saciar a sede, e ainda para a agricultura e para a pecuária..

Este bem imenso, tem assim que ser devidamente valorizado e a sua qualidade sanitária adequadamente preservada, porque é disso que em grande parte depende a nossa vida e a dos restantes seres vivos. Esta preocupação, num tempo de alterações ambientais por demais evidentes, assume um carater de primordial e decisiva importância para nós e para as gerações vindouras. Que todos aprendam a respeitar a Natureza é algo que é pedagogicamente fundamental promover na nossa Sociedade. Seria bom que não nos fossemos lembrar disso, apenas quando ela venha um dia a faltar, ou a deixar de ser potável para o consumo do dia-a-dia.

Este cientista, um bioquímico de formação académica de base, foi também um dos descobridores do fenómeno da fermentação alcoólica que dá origem, entre outras bebidas, à cerveja e ao vinho. Ambas estão muito divulgadas em todos os países do mundo e o seu consumo excessivo é causa de muitas enfermidades (pois afeta muitos e importantes órgãos, sobretudo o fígado, o coração e o sistema nervoso), sendo ainda responsáveis por quadros clínicos de dependência, malnutrição, cirrose e cancro do fígado, contribuindo decisivamente para a ocorrência de um número significativo de acidentes em meio laboral ou rodoviários que se traduzem, no seu conjunto, num impacto muito negativo na sociedade em geral e, em particular, nas famílias ou na saúde individual dos que delas abusam.

Contemplemos, pois, a propósito, alguns dos belíssimos quadros que o genial pintor Picasso nos legou acerca desta problemática quando, no início do seu périplo parisiense, viveu neste ambiente de perdição que, não o podemos negar, talvez até lhe tenha aguçado a inspiração.

“As bebedoras de absinto” de 1901 por Pablo Picasso, 1881-1973

“As bebedoras de absinto” de 1901 por Pablo Picasso, 1881-1973

Outras citações comentadas:

“Viver é ser outro”

“Viver é ser outro”

  “Viver é ser outro” Fernando Pessoa, - Bernardo Soares - , Poeta Português, 1888-1935, in “Livro do Desassossego”, 1913     Fernando Pessoa, - Bernardo Soares -, Poeta Português, 1888-1935, in “Livro do Desassossego”, 1913   O maior poeta português do sec. XX, foi...

“A esperança dos homens é a sua razão de viver e de morrer”

“A esperança dos homens é a sua razão de viver e de morrer”

André Malraux foi, para além de um dos maiores romancistas franceses do sec. XX, prémio Goncourt em 1933, e ainda um grande conhecedor das artes, um intrépido viajante e uma personalidade que sempre valorizou a decisiva importância dos intemporais valores civilizacionais, tais como a liberdade e a solidariedade