Notícias

Divulgação Cultural

IX Congresso Internacional dos Monumentos Militares “A paisagem fortificada: novas perspetivas de estudo e valorização” | 28-29 set. ’22 | 10h00-18h00

IX Congresso Internacional dos Monumentos Militares "A paisagem fortificada: novas perspetivas de estudo e valorização" | 28-29 set. '22 | 10h00-18h00

IX Congresso Internacional dos Monumentos Militares
“A paisagem fortificada: novas perspetivas de estudo e valorização”

CONGRESSO | 27 (Castelo de São Jorge), 28 e 29 set. (BNP) ’22 | 10h00-18h00 | Auditório | Entrada livre

As paisagens fortificadas abrangem uma área territorial composta por fortificações, núcleos urbanos e sua envolvente. A construção dessas paisagens é uma obra coletiva, que se caracteriza por uma transformação contínua ao longo de gerações.

As estruturas militares não podem ser consideradas elementos isolados, devem beneficiar de uma visão alargada que as integre no território e as interligue com a vida das comunidades. O reconhecimento da categoria de paisagem fortificada afirma, definitivamente, uma visão de conjunto que prevalece na abordagem aos sistemas defensivos de cariz urbano, que conjuga o natural e o cultural, faz parte da memória coletiva, e identifica o “lugar”.

O Congresso tem entrada livre, mas é obrigatória a inscrição. Enviar email para patrimonio@amigosdoscastelos.org.pt

Consulte o programa.

Fonte: bnportugal.pt

Outros artigos em Divulgação Cultural:

1 OUTUBRO | ARTUR PIZARRO | RECITAL DE PIANO

1 OUTUBRO | ARTUR PIZARRO | RECITAL DE PIANO

Celebrando a longa ligação portuguesa e francesa à cultura e música chinesa, Artur Pizarro interpreta obras de compositores dos 3 países, num programa original concebido para este recital na Fundação Oriente, que assinala o Dia Europeu das Fundações e Doadores e o Dia Mundial da Música.

Congresso | Mistérios e segredos dos Cancioneiros: caminhos da poesia, iluminura e escrita nas cantigas medievais… | 22 set. ’22 | 09h30-18h00

Congresso | Mistérios e segredos dos Cancioneiros: caminhos da poesia, iluminura e escrita nas cantigas medievais… | 22 set. ’22 | 09h30-18h00

O projeto “Stemma – Do Canto à escrita. Produção material e percursos da lírica galego-portuguesa” visou compreender melhor tanto os parâmetros da passagem do canto trovadoresco ibérico à escrita, como o desconhecido percurso posterior dos manuscritos, nomeadamente o papel que neste stemma desempenharam importantes figuras do humanismo renascentista português e europeu

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis