Notícias

Divulgação Cultural

 

Exposição | O Cântico dos Cânticos – Beija-me com os beijos da tua boca | 2 out. – 30 nov. | BNP

Exposição | O Cântico dos Cânticos - Beija-me com os beijos da tua boca | 2 out. - 30 nov. | BNP

O Cântico dos Cânticos
Beija-me com os beijos da tua boca

EXPOSIÇÃO | 2 out .- 30 nov. ’20 | Sala de Exposições – Piso 3 | Entrada livre

> A visita à Exposição obriga à desinfeção das mãos à entrada do edifício e ao uso de máscara até à saída das instalações

Esta exposição, dedicada ao Cântico dos Cânticos, visa reconstituir a atmosfera e recriar o imaginário do célebre poema bíblico do amor,

O Cântico dos Cânticos, celebrado livro de amor do Antigo Testamento, atribuído a Salomão, datado por especialistas entre o XIII e o VII século a.C. (período do florescimento da literatura amorosa do Egipto), e no registo escrito entre o séc. VI e IV a.C, de extraordinária irradiação mundial, recolheu o legado da poesia de amor do Oriente antigo e tem vindo a inspirar todas as expressões da arte, desde há vários séculos, na literatura, nas artes plásticas, na dança, na música e no cinema.

A exposição, que inclui as imagens mais emblemáticas que, em Portugal, lhe foram dedicadas, é composta em maioria por obras do século XV até aos nossos dias, provenientes da coleção particular do poeta Gonçalo Salvado, completada e enriquecida com outras pertencentes ao acervo da própria Biblioteca Nacional e de diversas entidades nacionais, quer no plano das versões e traduções, quer na poesia, no teatro e no ensaio, ou em títulos cuja influência deste texto matricial é notória.

A vastíssima iconografia, com expressão privilegiada em Portugal, onde no século XVII e XVIII é um caso único na Europa, está representada na pintura de Bento Coelho da Silveira (Lisboa, 1617 – Lisboa, 1708); na escultura em bronze Sulamite (1909) da Terceira Duquesa de Palmela, Maria Luísa de Sousa Holstein (1841-1909), premiada no Salon de Paris (1884), na xilogravura de João Carlos Celestino Gomes (1899 – 1960), na ilustração do mestre Lima de Freitas (1927–1998), na litografia do escultor José Rodrigues (1936 -2016), no desenho do escultor João Cutileiro (1937) e na pintura de Emília Nadal (1938), a primeira artista portuguesa a dialogar com o Cântico dos Cânticos no século XX, entre outras obras de igual importância e relevo. Está também representada, simbolicamente, com uma cópia de um painel pintado por António Oliveira Bernardes, cerca de 1710.

Esta exposição representa uma antecâmara do grande projeto de investigação sobre o Cântico dos Cânticos na galáxia de língua portuguesa, desenvolvido durante cerca de uma década por Gonçalo Salvado e pela crítica de arte, Maria João Fernandes.

Nenhum poema ao longo do tempo despertou tanto fascínio e deu origem a tantas traduções e interpretações como o Cântico dos Cânticos, o mais sublime e exaltante dos poemas amorosos.

Fonte: bnportugal.pt

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Exposição | Atlas Suzanne Daveau | 16 abr. – 30 jul.

Exposição | Atlas Suzanne Daveau | 16 abr. – 30 jul.

As fotografias de Suzanne Daveau registaram o tempo longo das sociedades rurais ocidentais ou tribais de África, as paisagens quase intocadas pela mão humana, mas também o enunciar de um mundo em progressiva mudança. O Atlas Suzanne Daveau é este percurso por um singular universo fotográfico que procurou uma ideia de verdade

Em Abril, na Casa da Música

Em Abril, na Casa da Música

As artes precisam de partilha, de presença, da respiração das pessoas, no palco e em torno dele. A centelha que desperta as emoções de um concerto ao vivo volta a brilhar a partir de 19 de Abril

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis