Notícias

Divulgação Cultural

 

Lançamento CD | Marcos Portugal: música religiosa publicada no século XIX | 11 dez. | 18h00 | BNP

Lançamento CD | Marcos Portugal: música religiosa publicada no século XIX | 11 dez. | 18h00 | BNP

Marcos Portugal: música religiosa publicada no século XIX
| sacred music published in the 19th century

LANÇAMENTO CD | 11 dez. ´19 | 18h00 | Auditório | Entrada livre

Apresentação por Teresita Gutierrez Marques (Maestrina do Coro de Câmara de Lisboa), Manuel Pedro Ferreira (Presidente do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, FCSH, UNL) e António Jorge Marques (Investigador do CESEM, FCSH, UNL).

A notoriedade internacional do compositor luso-brasileiro Marcos Portugal (Lisboa, 1762 – Rio de Janeiro, 1830), sem paralelo na história da música em Portugal ou Brasil, alicerçou-se na sua obra dramática que, a partir de 1793, conheceu centenas de produções e milhares de récitas em praticamente todos os teatros europeus com tradição de ópera italiana. Estes sucesso e popularidade motivaram dezenas de edições, em especial em Inglaterra e Alemanha.

A partir dos anos 20 do século XIX as óperas de Portogallo (assim era conhecido internacionalmente) desapareceram dos palcos. A extensa produção religiosa do compositor, ao invés, manteve-se em repertório até à segunda década do século XX, sendo conhecida sobretudo em Portugal e Brasil. Neste contexto, é extraordinário que quatro obras religiosas de Marcos Portugal tenham conhecido a letra impressa em Inglaterra e França durante o século XIX: 1. Missa [P 01.17] (1783-4, publicada parcialmente em 1822 por Vincent Novello (1781-1861), organista e mestre na Capela da Real Embaixada Portuguesa em Londres); 2. Te Deum [P 04.08] (1802, editado parcialmente por Novello em c. 1818 e 1822); 3. O quam suavis [P 05.11] (publicado em Londres por Richard Butler, c. 1840); e 4. Tantum ergo [P 04.04] (publicado em Paris (1864) por Pierre-Louis-Philippe Dietsch (1808-1865), compositor e mestre de capela na Église de la Madeleine).

As edições críticas destas quatro obras, em versões para vozes e órgão ou vozes e baixo contínuo, foram publicadas em 2017: António Jorge Marques, Marcos Portugal (1762-1830): publicações de música religiosa no século XIX | 19th century sacred music editions, Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal/Coro de Câmara de Lisboa/Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical.

O CD ora lançado, que contou com o apoio financeiro da D. G. Artes, é o seguimento lógico das edições críticas referidas, visto que contém precisamente as quatro obras atrás mencionadas (livreto em português/inglês).

António Jorge Marques

Fonte: bnportugal.pt

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Grigory Sokolov – ciclo piano Fundação EDP · 22 abril

Grigory Sokolov – ciclo piano Fundação EDP · 22 abril

Entre os grandes pianistas russos da actualidade, Grigory Sokolov alcançou um estatuto de primeiro entre iguais, fazendo de cada recital a solo uma experiência única e inesquecível. Estreou-se a solo com apenas 12 anos em Moscovo e sagrou-se o mais jovem vencedor de sempre do Concurso Tchaikovski, quando tinha 16 anos

Exposição | Atlas Suzanne Daveau | 16 abr. – 30 jul.

Exposição | Atlas Suzanne Daveau | 16 abr. – 30 jul.

As fotografias de Suzanne Daveau registaram o tempo longo das sociedades rurais ocidentais ou tribais de África, as paisagens quase intocadas pela mão humana, mas também o enunciar de um mundo em progressiva mudança. O Atlas Suzanne Daveau é este percurso por um singular universo fotográfico que procurou uma ideia de verdade

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis