Notícias

Divulgação Cultural

 

Lançamento | Flores de musica, de Manuel Rodrigues Coelho | 9 abr. | 18h00 | BNP

Lançamento | Flores de musica, de Manuel Rodrigues Coelho | 9 abr. | 18h00 | BNP

Nova edição das Flores de musica (1620)
de Manuel Rodrigues Coelho

LANÇAMENTO | 9 abr. ´19 | 18h00 | Auditório | Entrada livre

Lançamento | Flores de musica, de Manuel Rodrigues Coelho | 9 abr. | 18h00 | BNPApresentação por João Vaz e Jean Ferrard do primeiro de três volumes da nova edição de Flores de musica pera o instrumento de tecla & harpa, de Manuel Rodrigues Coelho (ca. 1555-1635).

A edição é da responsabilidade de João Vaz, com colaboração de Sérgio Silva e André Ferreira. Os restantes volumes serão lançados em 2020, assinalando o quarto centenário da edição original, impressa em Lisboa por Pedro Craesbeeck em 1620.

Manuel Rodrigues Coelho nasceu em Elvas por volta de 1555 e recebeu provavelmente os seus primeiros ensinamentos musicais na Catedral de Elvas. Trabalhou na Catedral de Badajoz, de 1573 a 1577, e mais tarde em Elvas. Deixou esta última posição em 1602, quando se tornou organista da corte em Lisboa, onde veio a falecer em 1635.

Flores de musica pera o instrumento de tecla & harpa, dedicada a Filipe II de Portugal (Filipe III de Espanha), é a mais antiga partitura impressa em Portugal (a Arte de tanger de Gonçalo de Baena, publicada em 1540, é impressa em tablatura). Tendo em conta o tamanho da obra (mais de quinhentas páginas) e a avançada idade de Coelho na altura da impressão, esta coleção é provavelmente uma compilação de material produzido ao longo de toda a vida do compositor.

Apesar da importância desta obra – comparável à da Facultad organica de Correa de Arauxo’s (1626), ou das Fiori musicali de Girolamo Frescobaldi (1635) – a única edição completa existente até agora (preparada por Macario Santiago Kastner e publicada pela Fundação Calouste Gulbenkian, entre 1959 e 1961) está esgotada há bastante tempo.

A nova edição das Flores de musica de Manuel Rodrigues Coelho, publicada no âmbito da série ECHOM (ECHO Collection of Historical Organ Music) – cujo editor geral é Jean Ferrard – assume, assim, uma importância inegável. Para além de preencher o vazio deixado pela inacessibilidade da edição anterior, pretende refletir todo o conhecimento adquirido ao longo das últimas décadas sobre Coelho e a sua obra, oferecendo simultaneamente uma edição eminentemente prática.

ECHOM é um projecto da ECHO (European Cities of Historical Organs), uma associação de cidades europeias com órgãos históricos de que Mafra faz parte desde 2014.

Fonte: bnportugal.pt

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Concertos de Páscoa · 13 + 17 Abril

Concertos de Páscoa · 13 + 17 Abril

A evocação da Páscoa faz-se com obras de referência construídas sobre um dos textos religiosos mais comoventes de sempre: o Stabat Mater, que descreve as dores de Maria aos pés da cruz, contemplando a agonia do seu filho

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis