Notícias

Divulgação Cultural

CCB | Conferência > A Escola de Frankfurt, Adorno, Marcuse e o Maio de 68 > Ana Rocha, dia 28 de novembro, às 18h – Centro de Congressos e Reuniões

CCB | Conferência > A Escola de Frankfurt, Adorno, Marcuse e o Maio de 68 > Ana Rocha, dia 28 de novembro, às 18h - Centro de Congressos e Reuniões
CCB | Conferência > A Escola de Frankfurt, Adorno, Marcuse e o Maio de 68 > Ana Rocha, dia 28 de novembro, às 18h - Centro de Congressos e Reuniões

A Escola de Frankfurt, Adorno, Marcuse e o Maio de 68
Ana Rocha
28 de novembro às 18h
Centro de Congressos e Reuniões
M/6

Será estabelecido um eixo entre as teorias dos alemães Marcuse e Adorno (a «teoria crítica da sociedade») e o activismo de Angela Davis, a militante e académica norte-americana que se distinguiu no confronto radical pelos civil rights, na luta contra a segregação social e racial, uma mulher que se candidatou à vice-presidência dos EUA em 1980 e em 1984. Actualmente com 74 anos de idade, Angela Davis foi aluna de Marcuse e também usufruiu de uma bolsa de estudo na Alemanha onde estudou com Adorno. Com uma voz muito crítica relativamente ao sistema carcerário do seu país natal, ela refere-se ao «complexo industrial das prisões» que encerra uma maioria de presidiários afro-americanos e latino-americanos, pessoas lançadas na marginalidade e no crime pela raça e pela classe social. Em 2011, acompanhou manifestações de Occupy Wall Street.
ANA ROCHA (A AUTORA ESCREVE SEGUNDO A ANTIGA ORTOGRAFIA)

Ana Rocha
Professora, jornalista, investigadora, conferencista, tradutora, radialista. Autora da peça teatral A Origem do Mundo (edições Húmus). Crítica no semanário Expresso.

Produção | CCB

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Notícia | O site do O’neill | já online

Notícia | O site do O’neill | já online

O site dedicado à vida e obra de Alexandre O’Neill é uma das linhas de ação de Lugares de O’Neill, projeto de investigação nos domínios da Língua e da Cultura Portuguesas, integrado no Centro de Estudos de Comunicação e Cultura da Universidade Católica Portuguesa e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que se desenvolveu entre 2018 e 2019

Mostra | A poesia de Amália | 15 out. – 15 dez. | BNP

Mostra | A poesia de Amália | 15 out. – 15 dez. | BNP

No início de 1959 Amália faz mais uma temporada no Olympia, em Paris, com brilho incontestável de vedeta internacional – a revista Variety considera-a nesse ano uma das quatro maiores cantoras do mundo. Numa dessas noites apresenta-se nos bastidores um rapaz que lhe oferece uma melodia. Tem trinta anos e chama-se Alain Oulman.

Renovação da Galeria René Lalique e uma nova exposição do artista

Renovação da Galeria René Lalique e uma nova exposição do artista

No final do mês, o Museu Gulbenkian inaugura René Lalique e a Idade do Vidro. Esta exposição gratuita centra-se na relação do artista com o vidro e reúne cerca de 100 obras da sua autoria, provenientes da Coleção Gulbenkian, do Musée Lalique de Wingen-sur-Moder e de outras coleções particulares.

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis