Notícias

Divulgação Cultural

Memorial de ministros

Memorial de ministros

LANÇAMENTO | 18 dez. ’17 | 17h30 | Auditório | Entrada livre

O Memorial de ministros, obra iniciada por Luís de São Bento e depois continuada por frei António Soares, monges cistercienses do Mosteiro de Alcobaça, compila as notícias biográficas dos magistrados portugueses do Antigo Regime, quer dos territórios do Reino, quer dos territórios ultramarinos sob administração portuguesa, com destaque para os arquipélagos atlânticos, Goa e Brasil. Com estudo e transcrição de Nuno Camarinhas, será apresentada pelos académicos, António Manuel Hespanha e José Subtil, e pelos desembargadores, Nuno Coelho, António Rulli Júnior e Caio Miranda Carneiro.

Trata-se de um dicionário biográfico dos magistrados portugueses, obra de grande vulto realizada entre 1723 e os primeiros anos do século XIX. Para a elaboração dos verbetes, os autores reuniram o máximo possível de dados sobre os magistrados que serviram a coroa portuguesa, através da consulta de arquivos e cartórios, da consulta de bibliografia de carácter corográfico, histórico, biográfico ou genealógico, e de uma ampla rede de correspondentes originários das diferentes regiões do Reino.

Os dados que a compõem encontram-se distribuídos por nove grandes códices in 4.º de mais de 400 fólios cada que integram a Coleção de Códices Alcobacenses que se encontra à guarda da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP).

Apesar de inacabada, esta obra – uma coedição entre a BNP e o Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais de Magistratura do Brasil – constitui um valioso manancial de informação para melhor compreendermos a magistratura portuguesa, desde os primórdios da implementação do Direito comum no Reino até ao final do Antigo Regime.

Fonte: bnportugal.pt

Memorial de ministros Vol1
Memorial de ministros Vol2

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Visita guiada | Exposição A diáspora da palavra | 23 set. | 16h00 | BNP

Visita guiada | Exposição A diáspora da palavra | 23 set. | 16h00 | BNP

A cultura portuguesa no século XVI conheceu o mundo. Muitas são as obras escritas por portugueses – de grandes livros a pequenos textos, passando por poemas isolados – que foram impressas além-fronteiras. Umas acompanharam a diáspora dos seus autores, outras foram aí produzidas por razões económicas ou por interesse dos locais nos escritos desses portugueses – uns vivos, outros mortos.

Mostra | ​Seara Nova, editora de livros | 15 set – 31 dez. | BNP

Mostra | ​Seara Nova, editora de livros | 15 set – 31 dez. | BNP

Embora o papel ímpar que a revista com o mesmo nome desempenhou na cultura portuguesa tenha sobrelevado sobre a restante atividade da Empresa de Publicidade Seara Nova, dada a conhecer em maio de 1921, o conjunto das obras que esta publicou, com aproximadamente seiscentos títulos, eleva-a à condição de uma das principais chancelas editoriais portuguesas do século XX.

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis