Notícias

Divulgação Cultural

Exposição | As mil e uma noites em Portugal | 28 jun. | 18h00 | BNP

Exposição | As mil e uma noites em Portugal | 28 jun. | 18h00 | BNP

As mil e uma noites em Portugal
EXPOSIÇÃO | 28 jun. | 18h00 | Sala de Exposições – Piso 3 | Entrada livre / até 27 out. ’18

Exposição | As mil e uma noites em Portugal | 28 jun. | 18h00 | BNPA exposição pretende redescobrir e valorizar a presença, em Portugal, do conjunto de contos fantásticos, quase todos de origem árabe medieval, conhecido pelo título de As mil e uma noites. Nela se reúnem, tanto traduções lusas d’As mil e uma noites, como algumas imagens do património cultural – literário, cinematográfico, teatral e outras expressões artísticas – inspirado por esta obra, em Portugal.

No que respeita à vertente bibliográfica, ou seja às traduções portuguesas d’As mil e uma noites, que começaram a circular no início do século XIX com base na tradução francesa de Antoine Galland, são expostas algumas fontes – manuscritos árabes e outras versões francesas – das referidas traduções, assim como das suas adaptações, de que são exemplo as edições para crianças. Quanto à vertente imagética, são reunidos e expostos desenhos, ilustrações, bandas desenhadas, cartazes, programas e folhetos de divulgação teatral e cinematográfica, que nos oferecem um amplo e diversificado leque figurativo da influência que o fascinante imaginário desta obra exerceu.

Seduzidos pela labiríntica narração de Shahrazād (Xerazade), os leitores d’As mil e uma noites são conduzidos por um mundo lendário, mágico e alegórico, povoado de reis, califas, tapetes voadores, misteriosas princesas, enganos, e trágicos amores, em que exotismo, sensualidade e – segundo alguns – um eco de misticismo se alternam e se fundem.

Exposição | As mil e uma noites em Portugal | 28 jun. | 18h00 | BNPEsta obra tem deixado um marco inapagável, não só na história da literatura, mas também no imaginário cultural e coletivo europeu, ocidental e mundial, influenciando – direta ou indiretamente – um imaginário orientalista que conquistou gerações de leitores, escritores, eruditos e intelectuais, inclusive em Portugal, como são os casos de Eça de Queirós e Fernando Pessoa, aqui também homenageados, juntamente com outra grande figura da arte portuguesa contemporânea, Júlio Pomar.

Esta exposição, que igualmente mostra uma encenação composta por alguns objetos representativos da civilização islâmica, procurando assim recriar o seu imaginário, assume-se como uma ocasião para se refletir sobre a representação literária, cultural e artística desse «outro» exótico que, num espelhar-se de fantasias e narrações, muito nos fala de nós mesmos. À exposição é associado um conjunto de atividades, entre as quais visitas guiadas pelos curadores, um colóquio, em outubro de 2018, e um catálogo que se encontra em preparação e que se prevê seja publicado em 2019.

Fonte: bnportugal.pt

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Lançamento CD | Sei Sonate per Cembalo | 26 jul . | 18h00 | BNP

Lançamento CD | Sei Sonate per Cembalo | 26 jul . | 18h00 | BNP

As Sei Sonate per Cembalo foram das raras obras para tecla impressas em Portugal durante o século XVIII. Um exemplar da edição setecentista destas obras compostas por Alberto José Gomes da Silva (fl.1758 – †1793) conserva-se atualmente na Biblioteca Nacional de Portugal e foi incluído no livro Tesouros da Biblioteca Nacional

Concerto | Coro ISCTE-IUL | 13 jul. | 18h00 | BNP

Concerto | Coro ISCTE-IUL | 13 jul. | 18h00 | BNP

Coro ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. A criação de um coro foi o desafio lançado em Setembro de 2015 pela Reitoria do ISCTE-IUL a toda a comunidade deste Instituto. De imediato aderiram várias dezenas de candidatos entre alunos, ex-alunos, docentes, investigadores e demais colaboradores

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)
Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis