Notícias

Divulgação Cultural

Conferência «Abel Salazar, um inconformista»

Conferência «Abel Salazar, um inconformista»

A figura notável de Abel Salazar, médico, pensador, investigador, artista plástico e opositor do regime salazarista, é o tema de uma conferência de Luiz Damas Mora, que será proferida na Biblioteca Histórica da Ordem dos Médicos, no dia 24 de maio, às 18h30. A entrada é livre.

O Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos promove a conferência «Abel Salazar, um inconformista», por Luiz Damas Mora, em torno desta figura multifacetada da Medicina e das Artes.

Abel de Lima Salazar foi médico, investigador e professor universitário de Histologia e Embriologia. Distinguiu-se designadamente com o seu contributo para trabalhos relativos à estrutura e evolução do ovário e criou o método de coloração tano-férrico de Salazar, ainda utilizado.
A partir de 1935, com o seu afastamento forçado da vida académica, por razões políticas, Abel Salazar desenvolve em sua casa uma produção artística variada: gravura, pintura mural, pintura a óleo de paisagens, retratos, ilustração da vida da mulher trabalhadora e da mulher parisiense, aguarelas, desenhos, caricaturas, escultura e cobres martelados, muitos hoje expostos na Casa-Museu Abel Salazar.

Luiz Damas Mora, o conferencista, é cirurgião, foi director do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital do Desterro, autor de obras como «O Espírito dos Hospitais Civis de Lisboa», «António Damas Mora – Um Médico Português entre os Trópicos», e co-autor e coordenador do livro «Médicos e Sociedade».

Fonte: Região Sul da Ordem dos Médicos »

Outros artigos em Divulgação Cultural:

Visita guiada | Em demanda da biblioteca de Fernão de Magalhães | 21 mar. | 16h30 | BNP

Visita guiada | Em demanda da biblioteca de Fernão de Magalhães | 21 mar. | 16h30 | BNP

Fernão de Magalhães é provavelmente um dos mais célebres navegadores portugueses de todos os tempos, pela sua ligação à primeira viagem de circumnavegação do globo terrestre. Depois de uma carreira mais ou menos discreta ao serviço de el-rei D. Manuel I, que o levou nos inícios do século XVI a terras do Oriente e também a Marrocos, passou a Espanha em finais de 1517, incompatibilizado com o monarca português, que lhe recusara a mercê a que julgava ter direito pelos serviços prestados à coroa lusitana

Apoios/Parcerias:

Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS)By The BookCarmo's Residence - Art ApartmentsConsulped - Consultórios de Pediatria e da Famíliaideiavirtual - aplicações interativasLACPEDI - Liga de Apoio Comunitário em prol do Estudo das Doenças InfecciosasLiga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, LAHSB-CHS
LASAOrdem dos MédicosSociedade Portuguesa de Escritores e Artistas Médicos (SOPEAM)Sociedade Portuguesa de Medicina Interna: SPMISociedade Portuguesa de Medicina do Viajante (SPMV)sYnapsis