Destaques

quadros comentados

“Auto-Retrato com o Doutor Arrieta”

Quadro de Francisco Goya (1746-1828) de 1820

“Auto-Retrato com o Doutor Arrieta”

Quadro de Francisco Goya (1746-1828) de 1820 intitulado “Auto-Retrato com o Doutor Arrieta” localizado no Instituto de Arte de Minneapolis, EUA

Citação em destaque

Francisco Goya foi um dos mais notáveis pintores espanhóis, célebre pelo seu amor à pátria, consubstanciado pela tenaz oposição às invasões napoleónicas. Legou-nos muitas obras geniais e de grande significado simbólico, presentemente dispersas por museus e coleções privadas de todo o Mundo.

Existe uma grande polémica acerca das doenças de que terá eventualmente padecido, mas a distância temporal e os meios que a ciência propiciava à Medicina nessa altura eram por demais exíguos, pelo que essas interessantes teorias muito dificilmente se poderão vir a infirmar ou a confirmar um dia.

Neste quadro (um auto-retrato do artista), é patente que o mesmo se encontra muito doente, quiçá mesmo a um eventual pequeno paço da agonia dos derradeiros momentos de vida. Contudo, sabe-se que sobreviveu a este grande contratempo quase uma década e que o mesmo representa, acima de tudo, uma sincera homenagem ao Médico que o tratou e que, por certo, o próprio artista admitiu ter sido o verdadeiro responsável por ter conseguido evitar tão angustiante morte.

Ainda hoje é frequente os doentes agradecerem aos seus médicos aquilo que os mesmos devem sentir que é apenas decorrente da sua estrita obrigação ética e profissional: Saber respeitar a individualidade do cidadão enfermo, promover a humanização dos cuidados que lhe vierem a ser prestados, mostrar diligência e disponibilidade em função das circunstâncias e saber utilizar adequadamente e com a devida competência os meios que a ciência lhes coloca à disposição, no sentido de obviar ao máximo ao sofrimento e, se possível, conseguir restituir na íntegra a sua saúde. Foi certamente isto que Goya percecionou que o seu médico, o Dr. Arrieta, lhe proporcionou com os escassos meios técnicos de que dispunha, para além da sua decisiva e solidária presença, sentimento de natural e profunda gratidão que assim pretendeu exprimir e perpetuar de maneira tão eloquentemente sublime.

Outros quadros comentados:
A Herança

A Herança

“A Herança” Quadro de 1906, por Edvard Munch, pintor norueguês (1865-1944) Quadro de Edvard Munch, pintor norueguês (1865-1944) de 1906, intitulado “A Herança” Concerto for Violin No. 8 in E Minor - I. Andante...

Ciência e Caridade

Ciência e Caridade

A competência profissional que decorre diretamente do Médico ter a obrigação da manter um bom nível de atualização científica e da adequada utilização dos meios que são propiciados pela investigação, a par da Humanização do ato médico e da relação médico-doente

“O doutor” de 1887, por Luke Fields

“O doutor” de 1887, por Luke Fields

No momento em que se se pretende promover a Relação Médico Doente a Património Imaterial da Humanidade, meditar sobre a mensagem deste inolvidável quadro, é uma das melhores formas de promover esta iniciativa